8 desfiles incríveis da Semana de Alta Costura de Paris

A semana de alta costura de Paris terminou e eu jamais poderia deixar de postar sobre, afinal, não tem fashion week mais mágica e cheia de arte que essa. Tudo que é desfilado parece sair de um filme. Para ser considerado de alta costura, o que só existe em Paris, o ateliê/marca precisa seguir algumas regras, como produção praticamente 100% manual, ter um ateliê em Paris com uma equipe altamente especializada em período integral, apresentar duas coleções ao ano, dentre outras regrinhas. Ou seja: cada peça tem um grande valor, tanto monetário quanto histórico, já que são peças únicas, exclusivas, feitas à mão no berço da moda em Paris e de grandes maisons de luxo.

 

Como a gente não tem acesso à tal moda, é incrível poder ver, mesmo que através de imagens e fotos essas obras de arte da moda. E pra quem não acompanhou tudo, fiz uma seleção dos melhores desfiles e looks da passarela pra vocês verem (e se inspirarem também, mesmo que "ludicamente")!

Já quero começar lacrando esse post, e nenhum desfile deu tanto o que falar quanto o de Viktor & Rolf: os slogans divertidos e fashionistas de camisetas foram parar em vestidos de festa de alta costura super amplos e cheios de tules, babados, laços e volume. Quem não queria poder usar essas mensagens no dia a dia? Achei a ideia genial e super ousada pra fashion week de alta costura.

Elie Saab é um dos meus estilistas favoritos da vida! Nesse desfile ele quis celebrar a magia da feminilidade e também fez um mix com inspirações da vida marinha e nas sereias. Resultado: vestidos que parecem realmente ter saído do fundo do mar mais rico e luxuoso do mundo, cheios de lantejoulas, bordados, transparência e outros em tons vivos e impactantes, destacando ainda mais a beleza feminina. Certeza que eu ficaria um NOJO num desse todo de paetês dourado! Quem sabe um dia eu vire uma Camila Coelho da vida e possa usar um Saab, né? Não custa sonhar!

A Dior montou um picadeiro nos jardins do museu Rodin e trouxe o mundo mágico e dos sonhos circense para a passarela. E claro, sempre explorando seu propósito feminista, Maria Grazia Chiuri levou uma companhia feminina circense para se apresentar antes do desfile. As peças envolviam a magia com muita sofisticação e detalhes dignos de alta costura, com muita alfaiataria, bordado, brilho e transparência.

A Chanel, deu um show na locação como sempre e mesmo com a neve caindo lá fora em Paris, os convidados se sentiram numa vila italiana ensolarada em pleno verão, em volta de uma grande piscina. Inspirado no século XVIII, Karl Lagerfeld fez um mix de brilho, tweed, babados, couro e bordados, bem ao estilo Chanel, mas de forma mais moderna e atual (ao meu ver) do que o de costume.

"Sensualidade, leveza, frescor: esse era o espírito que eu queria expressar", disse Alberta Ferretti para a Vogue US. E realmente, tudo isso era visível em suas criações, com uma vibe rock dos anos 70 misturada à suavidade do tema. Usaria tudo sem dó!

 

Na Valentino, um casting surpreendentemente composto pela maioria das modelos negras, incluindo Nicole Campbell, emocionou o mundo, mais do que as próprias peças. Cheias de volume, babados e drama, elas contrastavam suas cores super vivas e se destacavam na passarela. Depois das polêmicas em 2016, quando a marca fez uma coleção inspirada na África e não desfilou nenhuma modelo negra e fez um ensaio na África dessa mesma coleção usando a maioria das modelos brancas, parece que a marca finalmente está repensando seus atos e fazendo sua parte na diversidade racial.

A dupla Ralph and Russo foi inspirada pela cantora latina María Felix e pela beleza e sensualidade das mulheres latino americanas. A dupla ainda declarou para a Vogue US: "Ela era a diva mexicana mais famosa de todos os tempos; Eu amo sua paixão, seu carisma, sua sensualidade. Ela era elegante, mas não levou a moda tão a sério. Queríamos nos divertir nesta temporada e celebrar seu glamour cinematográfico latino-americano ”. E tudo isso foi incrivelmente traduzido para a coleção.

Pra fechar: os tules que eu mais amo no mundo, de Giambattista Valli! Esses vestidos são ou não um sonho? Dramáticos e imponentes como sempre, mas suaves como tule.

 

Gostaram dos destaques?

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Busca
Posts em Destaque

Novo BAZAR: Closet das Amigas!

June 10, 2019

1/10
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Pra Sempre nas Redes Sociais
  • Facebook - Black Circle